24 março 2018

Com amor, Van Gogh

Março deve ter sido um mês muito especial para os críticos amadores do cinema, dia 4 de março tivemos a tão aclamada premiação do Oscar. E hoje, o tema será sobre a animação "Com amor, Van Gogh" que apesar de não ter sido o melhor da categoria merece uma atenção pela sua composição única.

http://artjamming.com
O filme foi disponibilizado dia 1 na Netflix (Espertinha né) e se trata sobre uma das figuras mais importantes na história da arte ocidental, Vincent Willem Van. 
Dentre outras produções que abordam o artista, o destaque foi seu visual totalmente feito por telas pintadas a óleo, bem ao estilo do pintor.
A história se baseia no filho de um carteiro que sai em uma jornada para entregar a última carta de Van Gogh destinada ao seu irmão, e no decorrer dessa viagem o rapaz descobre um pouco sobre os últimos dias do artista. 
Como a narrativa se passa após a morte de Van Gogh, todas as cenas em que há participação do mesmo foram apresentadas em preto e branco representando bem a sensação de uma memória sendo contada, além de criar um contraste esclarecedor. Único ponto a desejar foi que, alguns momentos aparentou apenas um "filtro de pintura" ainda mais pela fluidez da animação.
Já as cenas coloridas ficaram simplesmente encantadoras mostrando bem a textura da tinta sobre a tela. 

http://www.fandango.com/
Com tudo, esse filme conseguiu unir as pinturas e o estilo de Van Gogh em uma animação só, retratando parte da personalidade e as diversas preocupações do mesmo. E no fim qualquer um será capaz de compreender literalmente a frase "Com amor, Van Gogh".


Nenhum comentário:

Postar um comentário

PÉSSIMA PESSOA
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL