02 abril 2018

O tempo da Amizade

Certamente você se lembra de alguém que fez parte da sua infância, adolescência ou até mesmo quando adulto. Acontece que por algum fato da vida, da pessoa ou de você mesmo, a amizade acabou. Contudo há pessoas que não entendem que a amizade acabou e continuam insistindo, seja por interesse ou apenas para se sentir bem.
Há algum tempo resolvi me livrar de pessoas tóxicas e entre elas algumas amizades foram junto, porque de acordo com “As vantagens de ser invisível” – nós aceitamos o amor que achamos que merecemos e eu percebi que não devo me importar com o número de amigos, mas sim com a qualidade deles. Não adianta nada ter alguém que não esteja ali realmente para você, alguém que esteja preocupado em competir com você nos aspectos materiais e sentimentos, alguém que vá atrás do interesse amoroso da “amiga” só para provar que é melhor e que pode ter o mundo aos seus pés.
Às vezes após algum longo tempo esse tipo de pessoa pode querer voltar para sua vida, como se nada houvesse acontecido, talvez venha pedindo desculpas ou simplesmente mande um oi sumida. Aceitar as desculpas, não significa que devemos retomar amizades, até mesmo porque as pessoas raramente mudam. Uma pessoa me pediu desculpa, a desculpei, mas na realidade sua real intenção era adquirir “consulta jurídica gratuita”. Senti prazer no pedido de desculpas, confesso. Entretanto o prazer se deu em virtude das pessoas duvidarem de mim, falarem que eu imaginava as coisas, isso porque as pessoas se esquecem da existência de lobos em peles de cordeiro.
Lembrando que o fato de não querer de volta não significa guardar rancor, mas somente não querer essa energia negativa e o mau agouro por perto.
Então, livre-se das amizades que não lhe cabem mais, de pessoas que te fazem mal, antes poucos sinceros ao nosso lado, do que muitos que só lhe querem mal. Afinal, sua queda é uma oportunidade para eles.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

PÉSSIMA PESSOA
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL