30 outubro 2018

Ilha dos Cães

Sabe quando achamos que perdemos o feeling do momento para soltar uma matéria e ela fica lá guardada? O review da nova obra do diretor Wes Anderson, uma animação intitulada "Ilha dos cachorros" teria ficado, contudo a animação tornou-se uma fábula interessante, o desejo de algumas pessoas organizado de forma a parecer o bem da maioria, escolhido pelo desespero, fez com que cachorros fossem banidos de um país. Sem motivo aparente, a não ser pelo histórico de um tirano que preferia gatos e a notícia de uma doença possivelmente incurável.

Divulgação
Havia achado o trailer desse filme a um tempo enquanto navegava pela internet, um achado no meio de tralhas, e ao mesmo tempo que estava fascinado com o visual da animação me veio uma sensação de decepção já que obras assim não agradam o público brasileiro, o que poderia minar as chances de vê-lo nos cinemas. Felizmente, eu estava errado.
Ilha dos cães é uma animação em stop motion que estreou no dia 14 de junho no Brasil, a narrativa se passa no Japão futurístico em uma cidade fictícia chamado Megasaki aonde a gripe canina ameaça a população e faz com que o atual prefeito, cujo é o candidato mais poderoso para a próxima eleição, construa uma proposta de isolar os cães em uma ilha utilizada como depósito de lixo. E enquanto a população se conforma em se distanciar de seus cachorros, Arata o sobrinho do prefeito, embarca sozinho em uma aventura em busca do seu amigo.

Divulgação

A causa da trama, a motivação dos personagens e as críticas sobre o comportamento humano estão bem construídos, massantes em algumas partes porém, dignos de um filme que consegue fugir do padrão "desenho é pra criança", cínico e cômico com personagens totalmente meigos, a narrativa está bem completa. 
Como a narrativa se passa no Japão o filme está repleta de caracterizações, do ponto de vista técnico podemos afirmar que a obra ficou impecável: a textura e a fluidez dos pelos dos cachorros deram vida para os cães que foram retratados de uma forma que realmente surpreende em uma produção stop motion, podemos destacar também a escolha dos materiais, o uso do algodão, por exemplo, para representar materiais gasosos que na técnica de stop motion é um obstáculo gigantesco, uma saída extremamente criativa. 
Em geral a animação está encantadora, desde a ambientação até os mínimos detalhes dos objetos que foram bem arquitetados.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

PÉSSIMA PESSOA
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL